Você gosta de IMAGENS HISTÓRICAS? Experimente o Facebook @capsulahistorica, ou o blog: www.FOTONAHISTORIA.blogspot.com

MORTE DE DEMÓSTENES


NOME: Demóstenes (62 anos) 
QUEM FOI: Político e orador ateniense. Sua oratória constitui uma importante expressão da capacidade intelectual da Atenas antiga e providenciam um olhar sobre a política e a cultura da Grécia antiga durante o quarto século a.C. Demóstenes aprendeu retórica estudando os discursos dos grandes oradores antigos. Aos sete anos de idade, Demóstenes perdeu o pai e teve sua herança roubada por seus tutores. Posteriormente, abriu processo para recuperar os bens roubados. Ganhou o processo mas não recuperou todos os bens que lhe pertenciam. Com vinte e sete anos iniciou sua carreira de orador e logo conseguiu destaque.
NASCIMENTO: 384 a.C. - Atenas, Grécia.
MORTE: 322 a.C - Grécia.
CAUSA DA MORTE: Suicídio (bebeu cicuta). 

OBS: Demóstenes era contra os macedônicos. Quando Filipe da Macedônia dominou Atenas, mandou dois homens para propor a paz: Alexandre e Antípates.  Foi convocado a presença de todos os políticos e Demóstenes recusou. Sabendo disso, Antípater mandou um grupo de soldados sob o comando de Arquias, capturar orador grego Demóstenes. Arquias era um ex-ator de tragédia e então assalariado macedônico. Demóstenes refugiou-se no templo de Poseidon, local onde os soldados não ousaria entrar pelo respeito que se tinha aos deuses. Arquias tentou convencê-lo a se entregar, prometendo o perdão de Antipáter. A resposta de Demóstenes foi: “Arquias, você, que nunca conseguiu me comover com suas representações, não me comoverá com suas promessas”. O orador prometeu entregar-se sem condições, se lhe deixassem escrever uma última carta aos amigos. Foi permitido, mas os soldados não sabiam que a pena continha veneno. Demóstenes chupou o bico da pena e bebeu o veneno.